LIBERDADE AQUI!

Um Espaço de Liberdade de Expressão

“Estar com aquele colete ou de camiseta era a mesma coisa”

Posted by Liberdade Aqui! em 08/11/2011

Do Conversa Afiada

Advogado de Gelson sabe quem o matou

Saiu no Terra Magazine :


“Cinegrafista foi mandado para a morte”, diz advogado da família da vítima

Ana Cláudia Barros

A notícia de que o colete à prova de balas utilizado pelo cinegrafista da TV Bandeirantes Gelson Domingos, 46 anos, não garantia proteção contra tiros de fuzil deixou os familiares do repórter “atônitos”. A informação é do criminalista Nélio Andrade, que representa os parentes da vítima. Em entrevista a Terra Magazine, o advogado fez duras críticas à TV Bandeirantes, onde o profissional trabalhava há apenas dois meses.

Na visão de Andrade, Gelson, assassinado numa troca de tiros no último dia 6 quando acompanhava ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro, foi “mandado para a morte”.

– Estar com aquele colete ou de camiseta era a mesma coisa. Só quem tem colete à prova de tiro de fuzil nesta guerra urbana do Rio de Janeiro é a Rede Globo. As outras emissoras não têm. Nem a PM tem. Apenas o Batalhão de Operações Especiais (Bope) é que tem 400 coletes à prova de fuzil. Ele usava um colete II-A, que só segura tiro de 38, 40, 22. Não segura tiro de fuzil. A placa onde entrou o tiro é um papelão com plástico.

Incisivo, o advogado prosseguiu com as críticas à emissora:

– A Band mentiu claramente. Quando viu que o colete estava comigo e que o sindicato (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro) teve acesso, ela publicou uma nota, argumentando que nenhum dos dois coletes tem o nível de proteção necessária para deter um tiro de fuzil. A Band ainda disse, em nota, que tinha coletes II-A e III-A e que instruía todos os repórteres e cinegrafistas a usarem o III-A. Então, por que tem o II-A? A nota diz que nenhum dos dois modelos seria suficiente para evitar que o cinegrafista fosse vitimado. Se a emissora admite que nem II-A nem III-A segura um tiro de fuzil, porque mandou o repórter então? No mínimo é uma grande irresponsabilidade.

Nélio Andrade afirma, com base em informações passadas por familiares de Gelson, que o cinegrafista acreditava estar protegido com o colete que usava.

– O Gelson foi para lá ciente de que aquele colete segurava tiro de fuzil. A família comenta isso… que, para ele, aquele colete era à prova de tiro de fuzil. Se eles (a Band) têm ciência que nenhum dos coletes segura tiro de fuzil, então, mandaram esse rapaz para a morte. Ele foi para a morte. Ele foi fazer o quê? Papel de palhaço com aquele colete? Entendo que o empregador tem responsabilidade sobre isso. Talvez os repórteres que usam os coletes nem saibam que os equipamentos não são apropriados para a proteção contra tiro de fuzil.

Para o advogado, é preciso discutir a segurança de jornalistas durante a cobertura de fatos policiais. Ele defende ainda que a liberdade de imprensa não pode ser inversa à garantia da integridade física dos profissionais.

– Tem que haver urgentemente uma reunião entre o Sindicato dos Jornalistas, as polícias Militar, Civil, Federal e o Ministério da Defesa para definir isso. Estamos vivendo uma guerra urbana. Tem que todo mundo sentar e se conscientizar de que vidas de pessoas honradas estão em jogo. Esse rapaz (Gelson) está morto. E agora? – afirmou, adiantando quais serão as medidas que pretende adotar:

– Primeiro, vou requerer o assistente de acusação para acusar os marginais, esses facínoras que tiraram a vida dele. Vou pedir indenização para a família. A Band era a empregadora, ela é responsável.

Os detalhes sobre o colete usado pelo cinegrafista morto vieram a público após nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro.

Em sua primeira nota oficial, divulgada no domingo (6), o Grupo Bandeirantes sustentou que o cinegrafista usava um modelo de colete balístico “de maior capacidade de proteção liberado pelas Forças Armadas para utilização por civis”.

Já na nota apresentada nesta terça-feira (8), a Bandeirantes afirmou:

A Band dispõe de coletes das duas categorias II-A e III-A, modelos de maior capacidade de proteção liberados para uso civil.

A Band instrui todos os seus repórteres e cinegrafistas a utilizarem o III-A, colete usado pelo repórter Ernani Alves, durante a operação.

A emissora não teve acesso ainda ao colete que estava sendo usado pelo cinegrafista, mas lamentavelmente nenhum desses dois modelos seria suficiente para impedir que ele fosse vitimado.

O grupo preferiu não se pronunciar a respeito da declaração do advogado dos familiares de Gelson de que o cinegrafista havia sido “mandado para a morte”.

Anúncios

2 Respostas to ““Estar com aquele colete ou de camiseta era a mesma coisa””

  1. Evelyn said

    O voto secreto não deve existir em um regime democrático!!! É inaceitável que o parlamentar possa esconder seu voto, seja do governo, seja da sociedade. É preciso ter caráter político. Ninguém vai ser perseguido numa democracia, não há o que temer. Se escondem é porque devem e nós, da sociedade temos que nos unir para acabar com essa realidade que só gera corrupção!! A OAB, o CCJ e alguns partidos estão lutando pelo fim do voto secreto, temos que lutar juntos também!!!Participo de debates sobre esse tema em uma rede social. Vamos debater lá também. A sua opinião é muito importante. Segue o link: http://migre.me/66XM6

    • Liberdade Aqui! said

      Essa questão realmente deve ser debatida, mas não pautada pela velha mídia sempre atrelada ao poder das oligarquias desde os tempos das caravelas.
      O assunto deve ser bem mais amplo e conduzida democraticamente com representação de toda a sociedade. OAB representa o pensamento de uma parte da sociedade, que historicamente também sempre esteve vinculada às nossas elites oligarquizadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: