LIBERDADE AQUI!

Um Espaço de Liberdade de Expressão

CQC contra Lola. Continue a escrever Lola… escreva!

Posted by Liberdade Aqui! em 04/06/2011

Do blog da Maria Frô

Toda nossa solidariedade à blogueira Lola que está peitando Marcelo Tas

Marcelo Tas ameaçou a blogueira Lola (@lolaescreva) de processo devido aum texto no qual ela analisa um programa do CQC comentando a amamentação em público. Após ser ameaçada, Lola não se intimidou e escreveu mais este post aqui. Hoje o Comunique-se deu voz a Tas e sequer fez uma pergunta a Lola, como ela relata aquiUm jornalismo bastante ‘imparcial’ este como podemos notar.

Em minha opinião a ameaça de Tas em processar Lola faz parte da mesma estratégia que a Folha usou contra o blog da Falha e contra o Arles. Na prática tal estratégia impede, nega aos alvos de processos o poder de se expressar livremente.

O blog da Falha, o Arles e a Lola não usam sua liberdade de expressão com irresponsabilidade para disseminar o ódio, pra detratar gays, negros, mulheres, pobres, judeus, árabes, etc.  A Falha fazia humor sobre a velha mídia e seu conservadorismo; Arles propunha um boicote a um jornal que negou que tivesse existido Ditadura no Brasil e chegou a publicar em primeira página uma ficha falsa da atual presidenta da República; Lola analisa as falas de membros do CQC que trataram a amamentação em público com profundo desrespeito e desprezo.

A Folha em relação ao Arles e ao blog Falha alegou uso indevido da marca e obrigou os dois blogs a sair do ar (no caso do Arles ele deletou o post), mas o efeito foi o mesmo, blogueiros sem nenhum financiamento não têm como peitar uma ameaça deste porte, porque ela atinge direto o bolso. Ou seja, liberdade de expressão é muito caro no Brasil.

Agora é a vez de Tas do CQC. Aliás tanto o programa como vários de seus membros (com especial destaque para Rafinha Bastos e Danilo Gentili) já foram alvos de inúmeros repúdios na rede. O CQC deu voz a Bolsonaro sem contraponto (Bolsonaro usou concessão pública para disseminar preconceito contra gay e negros); Gentili com suas piadas contra negros e judeus no twitter e Rafinha sobre estupro.

Em relação a Lola, Tas alega que ela o ofende no texto, Lola argumenta que não fez nada além de manifestar sua opinião sobre o programa.

A ameaça de Tas a Lola fez com que a tag #marcelo tas subisse aos TTs:

Ontem em seu blog, Marco Araújo fez um texto sobre o programa CQC que  reproduzo abaixo e que diz muito sobre o humor duvidoso deste programa. Em linhas gerais não há nada diferente do que Lola disse sobre o mesmo programa. Tas também processará Araújo, o R7?

Deixo aqui minha solidariedade a Lola. Que a blogosfera inteira se sinta atingida com essa luta profundamente injusta que é a síntese da comunicação no Brasil: cinco famílias com o monopólio da comunicação no país, confusão entre liberdade de imprensa e liberdade de expressão, meios de comunicação que recebem publicidade do erário público e agem como partidos políticos de oposição, uso de concessões públicas, cujas emissoras numa caça frenética de audiência não se preocupam se ferem ou não direitos constitucionais e raramente são responsabilizados quando os ferem. Mas ai de um/a blogueiro/a que procure desnudar este jogo, mais cedo ou mais tarde é alvo de processo.

Humor custe o que custar sai caro e não é nem um pouco engraçado
Por: Marco Antonio Araujo,  blog do Provocador

02/06/2011

Eu me encontrei por acaso com Marcelo Tas semanas após a badalada estreia do CQC, há uns três anos. Na despedida, brinquei: diante do sucesso, cuidado para não entrar em pânico. Ele não gostou da piada.

Talvez porque ele fosse o alvo da brincadeira, talvez por não gostar da ironia alheia. Tanto faz, é a mesma coisa. O fato é que o trocadilho era bom. E se mostrou muito pertinente.

Logo de cara, não me deixei levar pelo entusiasmo dos que viam no programa da Band um exemplo de juventude e inteligência a serviço do humor e do jornalismo.

Primeiro, porque nem as duas primeiras nem os dois últimos costumam se misturar. Segundo, porque nada disso prospera na TV. Foi questão de tempo para que a máscara caísse.

Não a máscara de palhaço, porque esse nobre papel a notória vaidade dos integrantes do programa jamais permitiria assumir. Eles não estão lá para divertir ninguém, mas para se divertirem. Custe o que custar.

Parafraseando Ferreira Gullar, o humorismo não foi feito para humilhar ninguém. Eu, particularmente, não vejo graça em pessoas serem expostas ao ridículo. Fico indignado, apenas.

E o CQC repete esse truque à exaustão. É sempre a mesma piada, com os mesmos personagens, semana após semana. Um porre, portanto. Há quem viva bêbado, e os que gostem de se sentir assim, bem sei. Ainda mais se as vítimas dessa embriaguez forem pessoas poderosas. Já que políticos nos ferram tanto, eles que se ferrem também. Poderia até ser, mas não é o caso.

Seria, se esses paladinos do humor brasileiro realmente enfrentassem os corruptos, os demagogos e os canalhas. Mas não. Tirando raríssimas exceções, quem vai para o cadafalso são insignificantes figuras do terceiro escalão das mazelas deste país.

Funcionários públicos de carreira, prefeitos de cidadezinhas, assessores e aspones, sub-celebridades que merecem mais piedade que desprezo. É essa a fauna que alimenta o apetite do programa em parecer inovador e corajoso.

Lamento, mas acho que o humorismo que eles fazem é covarde. E o jornalismo é de tocaia. Induções a erro, armadilhas. Caçadores de cabeça, quase mercenários.

Sintomática é a profusão de merchandisings. Todos muito bem feitos, criativos, dinâmicos. Diria até que é o que há de mais ousado. Talvez saibam fazer dinheiro mais do que provocar risadas.

Ok, normal. Hoje em dia, todo mundo quer ganhar uns trocados. Milhões de trocados, de preferência. Ainda mais tirando uma da cara dos outros.

A edição, não há dúvidas, é o que dá sustentação ao programa. Moderna, ágil, esperta. Aqueles narizes de Pinóquio, as bochechas vermelhas, as marteladas na cabeça, quase sempre são esses efeitos gráficos que nos levam a esboçar algum sorriso.

Mas esses recursos de pastelão são também essencialmente desonestos. O entrevistado não tem como se defender. Pode estar falando algo digno, mas que sucumbirá a uma torta na cara. E as piadas, convenhamos, são tristes. Alguns exemplos:

“Será que o Lula, como pai solteiro do PAC, vai molhar a chupetinha numa pinga pra relaxar a criança?”

“É aqui a reunião da máfia? “, perguntam a um parlamentar, na porta da festa de aniversário de José Dirceu, que “deu o primeiro pedaço de seu bolo de aniversário a Belzebu.”

“Cid Moreira é um dinossauro vivo da TV brasileira.”

“Ronaldo Ésper incendeia a rosca”.

Ao vivo, o jogador santista Paulo Henrique Ganso não confirma sua ida ao Corinthians antes da transferência para a Europa. Um dos moços da bancada diz, soberano:

“É como se falassem para o príncipe William: Tudo bem, você pode casar com a gostosa da Kate, mas primeiro tem que dormir seis meses com a Regina Casé”. Não é hilariante chamar uma mulher de feia?

Numa festa, o “repórter” fica esculachando anônimos alcoolizados. Quando chega a Andrea Beltrão, lambe a atriz como se fosse um fã. Diante do ator Paulo Cesar Pereio, fica miudinho. Quanta rebeldia, né?

Não é justo esquecer as pérolas que Danilo Gentili e Rafinha Bastos desovaram em seus respectivos twitteres. São perversidades antológicas:

“Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que chegaram perto de um metrô, foram parar em Auschwitz”.

“Aê, órfãos! Dia triste hoje, heim?”, em pleno Dia das Mães.

Sem comentários. Eu não consigo rir de nenhuma dessas maldades. Para mim, isso tudo simplesmente não é engraçado. É mau gosto, grosseria, apelação ou deselegância. Apenas.

Não é o caso de fazer patrulha contra esse anedotário chinfrim. Se alguém quer sintonizar na deles, bom proveito. Deve haver quem goste, com certeza.

Mas já deu tempo de colocar algumas coisas em seus devidos lugares. O CQC é um programa reacionário, despolitizante, preconceituoso, repleto de piadinhas infantis.

Não por acaso, deu voz ao extremismo de Jair Bolsonaro, quando foi distorcida uma de suas respostas. Conseguiu insultar até Renan Calheiros (ao compará-lo canhestramente a Fernandinho Beira-Mar). Aposta na incivilidade. Criou monstrinhos que saem por aí fazendo molecagens.

Não é verdade que se pode fazer humor a qualquer preço, custe o que custar. O próprio lema já é de dar calafrios. E não é nem um pouco engraçado.

 

Anúncios

3 Respostas to “CQC contra Lola. Continue a escrever Lola… escreva!”

  1. tatiane said

    oi , gente meu nome é tatiane , queria muito que vocês viessem aqui no ceará, na cidade de banabuiu , pois o nosso colegio estar em greve , alias todos os colegios estaduais, do ceará, nos ajudem .Eu faço o 3° ano e ta sendo muito ruim, ta sem estudar o enem ta ai.Venham por favor!

  2. tatiane said

    Oi galera do CQC , meu nome é tatiane moura , a mesma menina desse ultimo comentário!, bem , queria explicar o porque de vocês virem aqui!
    Em todos os colégios estaduias, os professores estão entrando em greve,por conta do salario, e de outras coisas, é justo sim que eles tenham o direito de argumentar sobre este fato, como sou muito critica, eu me ajuntei com uma amiga minha de nome lunara e formamos que : agente iria chamar vocês para que viessem aqui para gravar este episodio que se passa, para que o governo podesse adiante disto fazer algo! Iremos chamar outras emissoras tambem , pois além de mostrar o direito dos professores queremos que o governo veja que os professores sáo eles os maiores esducadores do mundo! Por tanto tambem , queremos que vocês vejam a nossa escola como ela está! Gente o enem ta aí, e se agente ficar sem estudar iremos se F* no enem ! Venham o quanto mas rapido.
    Agradeço a vocês que leram!

  3. canila melo da silva . said

    lola voce e um anjo maravilhasa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: